Revista Digital Online!

Artigos Científicos sobre Comunicação Digital!

Variações dos sinais GPS na propagação transionosférica, afetando os futuros sistemas de rádio-navegação Aeronáutica

BAIXE OU LEIA O ARQUIVO PDF AQUI

Abstract:

A indústria aeronáutica vem apresentando, há muitos anos, um significativo e contínuo aumento na densidade de tráfego aéreo. Devido a esse fator, foram idealizadas e desenvolvidas novas tecnologias que permitissem controlar com maior flexibilidade, segurança e economia todos os vôos, formando uma rede de abrangência mundial. Um dos sistemas mais promissores para suporte global às aeronaves, é o de radionavegação aeronáutica por meio de satélites. Sendo assim, o GPS foi naturalmente indicado como estrutura de suporte para esse fim. Baseado nesta premissa, foi desenvolvido o Satellite Based Augmentation System - SBAS, chamado no Brasil de Sistema de Aumentação Baseado em Satélite, que pretende proporcionar posicionamento para as aeronaves, facilitando diversas manobras necessárias ao tráfego aéreo, além de permitir aproximações e pousos de precisão. Embora muito promissor, o SBAS encontra problemas de precisão no posicionamento das aeronaves, devido a variações que o sinal do GPS, emitido na banda L, sofre ao atravessar a ionosfera. Essas variações são detectadas com maior freqüência, em regiões equatoriais. Já foram realizados testes do SBAS no Brasil, tendo sido obtidos resultados aquém dos parâmetros mínimos preconizados pelos órgãos operacionais da Aeronáutica. Estes resultados impedem que, no estágio atual de desenvolvimento, o sistema seja aprovado no território nacional, para procedimentos de precisão. Somente com um aprimoramento do posicionamento será possível viabilizar a ampla utilização da radionavegação aeronáutica, por meio de segmentos espaciais. Este artigo, portanto, tem o objetivo de divulgar os estudos em andamento sobre a ionosfera e, mostrar como esse conhecimento pode auxiliar na correção dos erros de coordenadas obtidas pelo GPS.

Autores:

Ângelo A. C. Canavitsas
(DECEA)
Mauro Soares de Assis
(IME)
Giuseppe Vitório Amendola
(IME)